Outubro rosa: com histórias inspiradoras, 2 mulheres contam como a maquiagem ajudou a manter a autoestima no tratamento

Ana contou que usa o delineador para marcar o olhar e o lápis de sobrancelha para ajudar a desenhar a moldura do rosto (Foto: Arquivo Pessoal)
Ana Avila criou um blog, o Guria Bacannas, para dar dicas de moda e beleza para levantar a autoestima de mulheres que passam pelo quimioterapia (Foto: Arquivo Pessoal)
Ana Avila criou um blog, o Guria Bacannas, para dar dicas de moda e beleza para levantar a autoestima de mulheres que passam pelo quimioterapia (Foto: Arquivo Pessoal)
Diagnosticada com câncer de mama em 2016, Ana Avila tem a certeza de que toda mulher pode ser bonita e ter a autoestima alta durante o tratamento (Foto: Arquivo Pessoal)
Diagnosticada com câncer de mama em 2016, Ana Avila tem a certeza de que toda mulher pode ser bonita e ter a autoestima alta durante o tratamento (Foto: Arquivo Pessoal)
Sula Souza, diagnosticada com câncer em 2013, não deixou a vaidade de lado e aprimorou suas técnicas de maquiagem para ficar bonita durante a quimioterapia (Foto: Arquivo Pessoal)
Sula Souza, diagnosticada com câncer em 2013, não deixou a vaidade de lado e aprimorou suas técnicas de maquiagem para ficar bonita durante a quimioterapia (Foto: Arquivo Pessoal)
Sula viu na maquiagem uma forma de disfarçar a falta de cílios e deixar o rosto menos inchado, mais corado e sem olheiras durante a quimioterapia para tratar o câncer (Foto: Arquivo Pessoal)
Sula viu na maquiagem uma forma de disfarçar a falta de cílios e deixar o rosto menos inchado, mais corado e sem olheiras durante a quimioterapia para tratar o câncer (Foto: Arquivo Pessoal)
Sula também tem um canal, chamado
Sula também tem um canal, chamado "Além do que posso ser", onde dá dicas sobre como passar pelo câncer com mais leveza e descontração (Foto: Instagram @sulasouza)

A maquiagem tem um poder incrível na autoestima de todas as mulheres, e para quem tem câncer de mama, ela se torna uma aliada ainda maior. No mês de conscientização da doença com a campanha Outubro Rosa, Ana Avila e Sula Souza provam que toda paciente pode se sentir bonita mesmo numa fase delicada onde cabelo, cílios e sobrancelhas caem. Nesse momento, segundo elas, nada que um delineador e um lápis de sobrancelha não ajudem! As duas são criadoras de blogs e canais no Youtube onde compartilham experiências e inspiram outras mulheres com dicas de maquiagem e beleza. O Tudo Sobre Make conversou com Ana e Sula e os depoimentos você pode conferir logo abaixo!

Ana Avila: '5 minutos e 5 produtos salvam o look'

Ana, 36 anos, bem-humorada, voz tranquila e faz um delineado gatinho perfeito. Diagnosticada com câncer no início de 2016, ela sofreu com a perda dos cabelos - "um cabelão", segundo ela - mas acabou curtindo de verdade a careca e percebeu que a maquiagem pode dar conta de melhorar a situação. "Quando você faz quimio, você perde sobrancelha, cílios, além do cabelo, e fica totalmente pálida. Dependendo do tratamento, sua pele fica mais ressecada, às vezes pode dar espinha, às vezes não. Eu sofri muito quando eu descobri que eu teria que fazer quimioterapia porque meu cabelo era um cabelão. Sofri tanto que quando eu raspei, foi um alívio pra mim, porque eu curti a minha careca, mesmo!", contou Ana, toda orgulhosa.

Para compartilhar dicas de moda como ferramenta de autoestima para as mulheres com câncer, Ana criou um blog, o Gurias Bacannas, depois de perceber que não havia muito conteúdo leve e descontraído sobre a doença. "A paciente tem como se sentir bonita, tem roupa que disfarça a falta de um seio, tem maquiagem que disfarça a falta de cílios". Segundo, ela, para salvar o look, bastam 5 minutos e 5 produtos. "Protetor solar com base é a oitava maravilha do mundo porque já tira a palidez e dá uma coradinha no rosto. O segundo produto é o lápis de sobrancelha: é incrível como a sobrancelha dá uma moldura ao rosto e tem um valor incrivel na simetria do rosto. O terceiro é o delineador. Ele é magico, porque é a melhor maneira de disfarçar a perda de cilios", contou Ana.

Ana contou que o quarto e o quinto produto são um batom e um lenço umedecido que, segundo ela, não podem faltar na bolsa de nenhuma mulher. "Um batom vermelho ou cor de boca, não tem problema. O quinto produto e não menos importante é um lenço umedecido para quem vai tentar fazer o delineador pela primeira vez!", indicou.

Sula Souza: 'Aprendi a botar cílios postiços e a deixar a pele mais coradinha'

Sula, 26 anos, vaidosa e "curiosa", segundo ela. O diagnóstico do câncer veio em 2013, e quando soube que os pelos iam cair com a quimioterapia, Sula Souza decidiu encarar a doença de uma vez. "Quando a médica me disse, eu pensei: Se vai acontecer, eu quero ver como eu vou ficar sem nenhum pelo no corpo, sem cílios, sem sobrancelhas", contou a professora.

Depois de 15 dias, Sula começou a aprimorar suas técnicas de maquiagem. Ela conta que sempre se maquiou, mas durante a quimioterapia aprendeu dicas para melhorar a palidez e a afinar o rosto inchado. "Depois da perda dos pelos, eu fui aprimorar a maquiagem porque eu sempre usei coisas básicas. Aprendi como botar cilios postiços, a deixar a pele mais coradinha pra tirar a palidez, aprendi a fazer contorno porque a quimio incha. Eu usava bastante blush, as pessoas me olhavam e falavam: Você nao está com cara de que está fazendo quimio. E eu respondia: Mas eu não estou assim, é a maquiagem que está me ajudando", contou.

Assim como Ana, Sula também criou uma página no Facebook e um canal no Youtube chamado "Além do que posso ser" para mostrar que é possível levar o câncer estando bem psicologicamente. "Mesmo que o seu corpo esteja fraco, você consegue levar a doença com autoestima. Eu senti a necessidade de mostrar que a gente consegue ter vida mesmo estando doente. Depois de várias seguidoras me perguntarem como eu não tinha olheiras e como fazia fotos na quimioteria, eu tive a ideia de fazer um vídeo com dicas de maquiagem, porque existem produtos que nos ajudam", explicou, cheia de orgulho. "Eu tento passar algumas dicas pra ajudar a seguir o tratamento mais leve. Uso bastante base, delineador, protetor labial, gosto de coisas básicas que consigo fazer em qualquer canto", lembrou.

'Todas as molduras sao superimportantes mas não são essenciais'

Embora a preocupação com a maquiagem durante o tratamento seja normal e batom, blush e delineador não faltem na bolsa dessas mulheres, enxergar a real beleza do corpo é a sustentação de tudo! Assim como Sula, que decidiu esperar alguns dias para reconhecer seu corpo sem sobrancelhas, cabelos e cílios, Ana afirmou que a doença não precisa ser o final da vida. O câncer de mama é o seu segundo: aos 9 meses de idade, ela teve um sarcoma que a deixou sem o olho direito - por isso, o curativo. "Todas as molduras são superimportantes, mas não são essenciais. Se olhem de verdade, descubram a real beleza, aproveitem para fazer coisas que, de repente, vocês não fariam, comecem a descobrir um outro mundo".

Redação: Beatriz Doblas

COMPRE O LOOK

Opa, parece que você não está logada! Por favor Ou criar uma conta.